Casa e decor,  Durma melhor,  Saúde

9 plantas para ter dentro do quarto e melhorar o sono

Em uma casa, o quarto tem o papel fundamental de ser um espaço de descanso, onde conectamos com nós mesmos, especialmente depois de um dia agitado. Uma das formas de fazer com que ele se torne ainda mais aconchegante e cumpra essa função é trazer a natureza para dentro dele.

Se você achou a ideia interessante, neste texto você vai conferir nove dicas de plantas para ter dentro do quarto que vão torná-lo um lugar mais agradável e, por consequência, deixar as suas noites de sono mais leves e melhorar o seu bem-estar. Para conhecer cada uma delas, continue a leitura!

1. Bambu-palmeira

A nossa primeira sugestão de plantas para ter dentro do quarto é uma espécie longa, mas de raízes que sobrevivem em um vaso de médio porte. Pertencente ao gênero das palmeiras, ela é nativa da ilha de Madagascar e você pode encontrá-la como bambu-palmeira ou areca-bambu.

Com folhas grandes, recurvadas e extremamente verdes, é uma opção versátil e pode ser cultivada com facilidade. De crescimento rápido, ela precisa de excelente exposição à luz (se as folhas ficarem amareladas, esse é o motivo!), mas também consegue sobreviver com tranquilidade se a iluminação acontecer de forma indireta. 

Além disso, por ser uma planta de alto metabolismo, irrigá-la constantemente é indispensável, mas nada de encharcar o substrato! 

Imagem de bambu-palmeira.
Bambu-palmeira cresce bem se exposta à luz.

2. Espada-de-são-jorge

O nome científico é Sansevieria trifasciata e em alguns lugares recebe a denominação de espada-de-ogum. 

Diretamente da África, a espada-de-são-jorge é bom ter no quarto por diversos motivos. A começar pelo fato de ser uma espécie ligada à misticidade — acredita-se que ela oferece proteção e prosperidade —  e por conter uma beleza simples, porém encantadora graças às folhas rajadas e altas que possui.

Comumente usada para combater energias negativas, ela funciona como um escudo. E se tem uma coisa que ninguém deseja para ambientes como o quarto, são sentimentos ruins, não é mesmo? 

Imagem de uma espada-de-são-jorge.
A espada-de-são-jorge é popular, pois acredita-se que afasta as más vibrações.

No entanto, o mais interessante é que ela é capaz de melhorar a qualidade do ar, pois produz boa quantidade de oxigênio no período noturno.

Nesse sentido, a bióloga Nádia Magalhães explica que as plantas são importantes.  “Elas absorvem pequenas partículas de poluição e poeira suspensas no ar, mantendo a casa com um ar mais fresco e mais gostoso de respirar.” 

“A gente pensa que a poluição fica só do lado de fora, na rua, nas grandes avenidas, nos grandes centros, mas não. Essas partículas suspensas também estão dentro da nossa casa. Além disso, as plantas auxiliam no bloqueio do som externo.” 

Para quem tem problemas respiratórios, a espada-de-são-jorge é uma excelente opção!

3. Ficus-elastica

Se você está em dúvida sobre qual planta ter no quarto e, ao mesmo tempo, se preocupa com a decoração do ambiente, com folhagens extremamente estilosas e dignas do Pinterest, a ficus-elastica é a espécie perfeita para você.

Ela tem folhas que emitem um brilho próprio e são bem vistosas. É possível encontrá-la em três tonalidades: verde, rubra ou variegata. Em todas elas, manchas irregulares estarão presentes.

Fã de umidade e regas constantes (três vezes por semana pode ser ideal, assim como borrifar as folhas caso o clima esteja seco), com o passar do tempo, é recomendável a troca de vaso para que as raízes possam se desenvolver com tranquilidade.

Imagem de uma ficus-elastica.
É recomendado higienizar com um pano úmido, de forma delicada, as folhas da ficus-elastica.

4. Filodendro

Mais uma opção de plantas para ter dentro do quarto especialmente para quem é exigente na decoração! Na realidade, o filodendro não é uma planta, mas, sim, um grupo que reúne espécies trepadeiras com folhas ornamentais e exuberantes nativas do Brasil e da América Central.

Nossa sugestão são duas do grupo composto por mais de 300 espécies: a Philodendron Burle Marx, cujas folhas são longas e brilhantes, e a Filodendro pink princess, que tem esse nome porque entre a folhagem escura ela tem detalhes em branco, mas também um efeito rajado que acaba por adquirir um tom rosado.

Dica: grande parte dos filodendros são considerados tóxicos. Se você tem um animal de estimação em casa ou até mesmo crianças, é importante cultivá-los em um local seguro.

Imagem de uma filodendro.
Filodendro pink princess é uma das tantas espécies do grupo disponíveis no Brasil.

5. Gérbera

Se muita cor é bem-vinda, as plantas que dão flores podem ser o que você está buscando. Uma boa ideia é adquirir a gérbera, uma planta herbácea de fácil cultivo e que possui tons vibrantes e intensos.

Com uma floração que ocorre o ano inteiro, especialmente durante a primavera e o verão, ela pode ser encontrada em mais de 20 cores distintas, como branco, vermelho, amarelo, rosa, entre outras. A aparência lembra muito o girassol (inclusive, eles fazem parte da mesma família, assim como as margaridas).

Os solos ricos de matéria orgânica e bem drenados são perfeitos para ela, mas esta não é uma espécie que se perde com facilidade, podendo se adaptar a solos mais pobres.

Caso tenha uma mesa de cabeceira ao lado da cama, por exemplo, ela vai ficar encantadora se você formar um arranjo e colocá-la dentro de um vaso apoiado no móvel, sendo capaz de trazer mais vida e delicadeza ao quarto.

Imagem de uma Gérbera.
As cores da gérbera vão dar mais vida ao seu quarto!

6. Hera

A Hedera helix, ou simplesmente hera, é uma planta que adora espaço, pois cresce em diversas direções. Ao colocá-la no quarto, pode ser cultivada como planta pendente, especialmente se você mora em apartamento.

As folhas lembram o formato de uma estrela e possuem padrões diversificados, tons verdes e, às vezes, manchas mais claras.

Quanto aos cuidados, ela gosta de lugares bem iluminados, podendo resistir ao vento e até mesmo ao ar-condicionado. Durante o verão, regue até três vezes na semana. Na temporada fria, até duas. Mantenha o substrato sempre úmido, mas nunca encharcado.

Essa é mais uma espécie perfeita para os alérgicos de plantão, já que filtra os gases poluentes presentes no ar. 

No entanto, assim como grande parte das filodendros, ela também é tóxica para animais de estimação. Opte por um local seguro do quarto e longe do alcance deles — em uma prateleira acima da cama, que tal?

Imagem de uma Hera.
A hera é capaz de filtrar gases poluentes disponíveis no ar.

7. Jiboia

Outra opção de plantas para ter dentro do quarto e que é muito queridinha, é a jiboia. Ela é uma trepadeira que possui oito espécies distintas e que também não é complicada de ser cuidada. 

Nas estações quentes, a rega se mantém três vezes por semana. Já no inverno, é bom dar uma diminuída. Apesar de se adaptar bem aos locais com sombra, o crescimento é melhor se houver luz indireta.

O lado positivo é que você vai poder aproveitar as mudas da planta jiboia não só no quarto, mas em outros ambientes da casa também. Só se lembre de mantê-la longe de animais e crianças, pois também é tóxica.

Imagem de uma planta jibóia.
A planta jiboia cresce consideravelmente e fica muito bem em lugares altos.

8. Lavanda

Estamos quase finalizando nossas dicas de plantas para ter dentro do quarto. A próxima da lista é a lavanda, outra espécie que não poderia ficar de fora de casa. Essa é uma das plantas pequenas mais populares.

Além de ter uma tonalidade roxa que chama atenção ao primeiro olhar, a lavanda possui um perfume extremamente marcante e doce. Acontece que esse aroma, que é a paixão de muitas pessoas, possui efeito calmante — ideal para quem tem dificuldades para dormir.

Também conhecida por alfazema, ela é popular no Mediterrâneo e é bem delicada, mas isso não a impede de fazer parte do seu quarto. Apenas opte por um local bem iluminado, com ao menos seis horas de sol direto diariamente. Quanto à rega, por gostar de ambientes secos, o recomendado é colocar água a cada cinco dias.

Imagem de uma planta lavanda.
A lavanda pode sobreviver um tempo considerável sem água e adora luz direta do sol.

9. Samambaia

Por fim, a espécie que não poderia ficar de fora desta lista: a samambaia! Uma das plantas mais comuns no Brasil, ela não produz sementes ou flores, e possui uma longa derivação de tipos, como a avenca, a jamaica, a havaiana, entre outras.

Ela vive muito bem longe de muito vento ou sol, mas próxima da luz natural — especialmente se o solo se manter úmido.

Levantamento realizado pela Nasa apontou que essa planta tropical é uma das mais eficientes quando o assunto é limpeza do ar. Então, está mais do que na hora de pendurar samambaia no seu quarto!

Imagem de uma samambaia.
A samambaia é uma das plantas mais populares no Brasil.

As plantas não devem ficar reclusas ao jardim externo. Decorar ambientes internos com elas sempre é uma boa ideia, e os quartos também merecem um toque de natureza. 

A bióloga ressalta ainda que “ter plantas em casa traz de volta essa conexão com a essência do ser humano com a natureza”, isso porque nem sempre fomos urbanos e, com o tempo, os hábitos relacionados ao cultivo, desde o aguar até o observar aos pequenos sinais que ela dá até foram se perdendo.

“Principalmente neste período de pandemia, as pessoas passaram muito mais tempo em casa, em home office, e viram necessidade em ter um ambiente mais aconchegante e que trouxesse mais calma e leveza. Foi aí que as plantas entraram na vida de muitas pessoas. Trazendo uma rotina diferente e efeitos terapêuticos”, comenta Nádia.

O conselho está dado. Agora, é só escolher quais dessas plantas para ter dentro do quarto você vai incluir no seu espaço. De diferentes formas e tamanhos, elas vão dar ainda mais vida para ele, acredite!

Antes, aproveite para assinar a newsletter da Probel e receber diretamente no seu e-mail conteúdos semelhantes a este sobre decoração, mas também qualidade do sono. Até a próxima! 🌱

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *