Cachorro caramelo dormindo em uma cama. Ele está com a cabeça em cima de uma das patas.
Casa e decor,  Durma melhor,  Saúde

Sono do cachorro: características e curiosidades!

Assim como para os humanos, dormir é vital para os animais, especialmente os de estimação. Às vezes, enquanto precisamos encarar as tarefas da rotina, eles descansam sem a preocupação de quem tem boletos para pagar (risos). É o caso dos cachorros. 

Se você tem um doguinho ou apenas deseja entender mais como funciona o sono do cachorro, continue a leitura deste texto e descubra algumas curiosidades a respeito do momento de descanso do melhor amigo do homem!

Sono animal vs. sono humano

Todo animal vertebrado, apesar da diferenciação entre as espécies, passa pelo período do sono, um evento cíclico, ou seja, periódico e regular, que pode ser caracterizado pelo estado de inconsciência reversível e que ocasiona a redução da atividade motora voluntária.

O fato é que dormir é um componente vital para todos os animais. É uma necessidade fisiológica que regula atividades endócrinas, metabólicas e fisiológicas do organismo.

Aspectos como a memória e a restauração da energia cerebral estão diretamente ligados ao sono. Portanto, não dormir ou dormir pouco pode ocasionar uma série de prejuízos, a começar por irritabilidade e ganho de peso.

Sabe-se que, no caso do ser humano, a necessidade diária varia conforme a individualidade e a idade. Enquanto um recém-nascido pode dormir cerca de 19 horas por dia, na fase adulta basta, em média, um descanso de 5 a 8 horas.

No entanto, apesar de algumas semelhanças genéticas, esses números não se aplicam a uma série de animais, sendo que há espécies que dormem 4 horas, como os elefantes, e outras que necessitam de longas 19 horas de descanso — vide os morcegos.

Contudo, uma semelhança que pode aproximar o sono de animais de diferentes espécies, incluindo os cachorros, é a dieta que eles praticam. Seguindo essa lógica, é sabido que herbívoros dormem menos que os onívoros, que por sua vez, necessitam de menos descanso que os carnívoros.

Sono dos cachorros

Dois estudos relevantes realizados a respeito do comportamento do sono dos cães foram, respectivamente, o de Zanghi et al, alterando a dieta dos animais, e o de Adams e Johnson, observando o habitat deles.

Cachorro caramelo bocejando.
Nas últimas décadas, a ciência vem estudando o comportamento dos cães em relação ao sono.

O primeiro analisou o efeito da frequência da alimentação no comportamento de Beagles novos, adultos e idosos. Todos eles apresentaram sono ao decorrer do dia, mas houve diminuição na quantidade de sonolência diurna dos cães mais velhos, ao passo que a noturna aumentou. 

A conclusão obtida foi de que a alteração na alimentação (eles passaram a ser alimentados duas vezes ao dia) influenciou diretamente no padrão de sono diário dos animais.

Já o estudo realizado por Adam e Johnson acompanhou por vídeo-monitorização o período noturno de cães de tamanhos e idades distintas, entre os 4 meses e os 15 anos, machos e fêmeas. 

O que os diferenciava era que um grupo vivia em um abrigo para animais, enquanto outra parte morava com tutores em lugares com restrição de espaço, e o restante também com os tutores, mas em lugares sem restrição de circulação.

Além de concluir que o sono do cão é diferente do humano, observou-se que o estilo de vida do animal interfere nos padrões de sono.

Curiosidades sobre o sono dos cachorros

Agora que você já compreendeu um pouco mais sobre como o sono animal pode ser diferente do humano, assim como a rotina dos cachorros, que inclui a alimentação e o próprio habitat, influenciam no momento de descanso deles, chegou a hora de esclarecer algumas dúvidas práticas!

Quantas horas um cachorro dorme por dia?

A média de sono considerada para um cachorro adulto e saudável é de 14 horas por dia. Além disso, o sono não é contínuo, como no caso dos humanos, pois eles dormem várias vezes ao dia. Vale salientar ainda que esse tempo vai depender da rotina à qual o animal está acostumado.

Cachorro caramelho deitado em uma cama, aparentando estar com sono.

Cachorro filhote dorme muito?

Dividido ao longo do dia, o período de sono nos primeiros meses de um cão filhote costuma abranger de 14 a 18 horas. Portanto, sim, os filhotes de cachorro dormem muito! Isso ocorre porque crescer requer energia, que é adquirida por meio da alimentação e recuperada graças ao sono.

Cachorro idoso dorme muito?

Não estranhe se o seu cão era extremamente ativo, mas conforme os anos foram passando e a idade foi batendo à porta, a energia dele foi diminuindo e dormir se tornou mais comum do que sair correndo desesperadamente.

Cães idosos passam a dormir praticamente a mesma quantidade de tempo de quando eram filhotes, algo entre 15 e 18 horas por dia.

Cachorros sonham quando dormem?

Se você já observou seu cão dormindo, com certeza notou que, às vezes, ele tem algumas reações inconscientes, como rosnar, uivar, ladrar ou gemer. Além de espasmos ou até mesmo tremores. E, sim, esses são sinais de que os cachorros sonham!

Assim como os humanos, eles também entram em uma das fases do sono na qual o sonho acontece, conhecida como REM ou sono profundo.

Cães sonham com o quê?

Infelizmente, a ciência ainda não chegou lá. Contudo, acredita-se que haja uma semelhança entre os sonhos dos humanos e os dos cães, ou seja, eles revivem experiências do dia a dia enquanto dormem

Mas se você vê-lo ladrar, talvez aquele gato que apareceu no seu quintal durante o dia resolveu visitar o seu pet nos sonhos também… por que não?!

Cachorro caramelo deitado em uma cama, com os olhos fechados, dormindo.
Sim, os cães sonham enquanto dormem e, possivelmente, de forma semelhante aos humanos.

Cachorro dorme a noite inteira?

Depende! Normalmente, o sono do cachorro é fracionado ao decorrer do dia entre uma soneca e outra. Já no período noturno, por produzirem melatonina, o hormônio do sono, eles costumam ir dormir assim que o dia escurece e despertam já nos primeiros instantes de claridade. 

Mas nem sempre esse processo é contínuo durante a noite, pois eles podem acordar por questões externas, como barulhos ocasionados por pessoas ou até mesmo outros animais, assim como por questões fisiológicas, para se coçar ou urinar (semelhante aos humanos!).

Se você gostou de descobrir a resposta para algumas curiosidades bem comuns quando falamos sobre o sono do cachorro e entender melhor o comportamento do seu bichinho de estimação, saiba que aqui no blog da Probel o sono é uma das temáticas principais.

Isso inclui desde curiosidades a respeito do ato de dormir até dicas de colchões que podem colaborar para tornar as suas noites e as do seu cãopanheiro ainda mais tranquilas!

Para continuar acompanhando a chegada de novos conteúdos, inscreva-se na nossa newsletter preenchendo o formulário abaixo e fique por dentro das novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *